Notícias

Família de motorista de aplicativo encontrado morto pede justiça

Resultado de imagem para fragmentos de digitais do dedo indicador direito

O Itep identificou o corpo como sendo do motorista a partir de fragmentos de digitais do dedo indicador direito.

A família do motorista de aplicativo de transporte Giltemberg Gomes Soares, 32 anos, pede justiça após identificação do corpo nesta quarta-feira (19) pelo Instituto Técnico e Científico de Perícia (Itep). O cadáver foi encontrado no meio de um canavial no município de Arez, a 58 quilômetros de Natal. A mãe de Giltemberg, Maria de Lourdes Albino, disse que apesar da dor pela morte do filho, agora poderá enterrá-lo, mas faz apelo para que as investigações continuem. “Quero que as investigações continuem, porque para nós é um mistério, não quero que ele seja só mais um nas estatísticas do estado”, afirmou.

O Itep identificou o corpo como sendo do motorista a partir de fragmentos de digitais do dedo indicador direito. A partir daí, o setor de papiloscopia do Itep conseguiu a confirmação. Devido ao estado avançado de decomposição do corpo, não foi possível a família fazer velório. O sepultamento acontece no município de São José de Campestre nesta tarde.A Polícia Civil investiga o crime. O delegado diretor de Policiamento do Interior, Lenivaldo Pimentel, esteve no local onde o corpo foi encontrado no município de Arez. A polícia não informou a linha de investigação do caso.

O autônomo estava desaparecido desde o dia 5 de setembro. Segundo os familiares, Giltemberg recebeu um telefonema neste dia e foi recrutado por um desconhecido para fazer uma viagem. Ele estava há três meses trabalhando como motorista de aplicativo. Na manhã do dia 8 de setembro, o carro do autônomo foi encontrado no bairro Conab, já na cidade de Goianinha, vizinha ao município de Arez. Os pneus dianteiros estavam furados e pertences como rádio, caixas de som e outras peças do veículos haviam sido levados. O motorista de aplicativo havia se mudado para São Gonçalo do Amarante há pouco mais de três meses. Lá, ele morava com a esposa e as duas filhas pequenas.

Fonte: O portal do sistema opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.