Polícia Civil divulga retrato falado do suspeito de executar sindicalista em Rurópolis

Polícia Civil divulga retrato falado de suspeito de matar líder rural no sudoeste do Pará.  — Foto: Divulgação / Polícia Civil

Gilson Maria Tampone teria sido morto por uma disputa de terras na região.

A Polícia Civil divulgou, nesta quarta-feira (19), o retrato falado do suspeito de executar o sindicalista Gilson Maria Tempone, em Ruropólis, sudoeste do Pará, no último sábado (15). A vítima era líder rural de assentamentos na cidade de Placas.

Gilson teria sido morto por uma disputa de terras na região. Ninguém foi preso ainda. A PC reforça que qualquer informação poderá ser repassada para o Disque Denúncia no telefone 181, ou em qualquer delegacia de polícia.

A vítima era conhecida como Mineiro, tinha 43 anos e foi atingido a tiros no portão de sua residência, por volta das 8h. Dois homens suspeitos do crime conseguiram fugir.

A família informou que a vítima vinha sofrendo ameaças. Há cerca de um ano, ele se mudou do município de Placas para Rurópolis, temendo pela vida da família.

A Secretaria de Segurança Pública (Segup) disse que foi aberto um inquérito na delegacia do município para apurar o caso e uma testemunha ocular já foi ouvida. O Ministério Público Federal (MPF) se manifestou sobre o crime informando que já havia solicitado intervenção policial e investigações sobre os conflitos agrários da região.

Fonte: G1 Pará

Leave a Reply