São João 2018 de Campina Grande mantém revistas e biometria facial, diz empresa

Imagem relacionadaBiometria Facial

A empresa organizadora do São João 2018 em Campina Grande confirmou nesta segunda-feira (28) que o plano de segurança para as entradas da festa do Maior São João do Mundo, no Parque do Povo, vai contar com revistas na entrada do local e biometria facial. Os procedimentos de segurança haviam entrado em dúvida depois que a Polícia Militar afirmou que não teria efetivo suficiente para dar conta das revistas durante as 31 noites de festa.

O evento está marcado para começar nesta sexta-feira (1º). Segundo a assessoria de imprensa da empresa, uma empresa de segurança já havia sido contratada e ainda na manhã desta segunda foi confirmada a contratação de uma segunda empresa especializada em revistas. Ainda segundo a assessoria, estão mantidas as medidas de segurança, incluindo a biometria facial nas oito entradas do Parque do Povo.

Na manhã desta segunda-feira, o comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, coronel Cristóvão Lucas, alegou que a corporação não teria efetivo suficiente para realizar as revistas nas oito entradas durante as 31 noites e ainda dar conta do policiamento nas ruas de Campina Grande. As questões foram discutidas em uma reunião realizada também durante a manhã. Ainda esta semana, deve ocorrer outra reunião entre a organização e forças de segurança do estado.

Esse ano a festa do Maior São João do Mundo está marcada para acontecer de 1º de junho a 1º de julho. Na programação estão confirmados shows de artistas como Wesley Safadão, Elba Ramalho, Léo Santana, Bell Marques, Luan Santana, Matheus e Kauan, além de artistas locais como Amazan e Flávio José. A expectativa da organização do evento é de que os 30 dias de festa movimentem cerca de 2 milhões de pessoas.

Dificuldades para o São João 2018 de Campina Grande

Faltando quatro dias para a abertura do Maior São João do Mundo, em Campina Grande, a organização do evento está tendo dificuldades de concluir a montagem da estrutura do evento. O problema surgiu por causa das paralisações de caminhoneiros nas rodovias na Paraíba. Com isso, alguns equipamentos de montagem ainda não chegaram à cidade.

A assessoria de imprensa estima que se os carregamentos não chegarem pelo menos até a quarta-feira (30), a abertura da festa pode ser comprometida. Apesar disso, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, confirmou que a abertura está mantida para o dia 1º de junho.

Fonte: G1 Paraíba

Leave a Reply