Papiloscopistas descobrem identidade de paciente do Huse

Resultado de imagem para Huse…determinar a real identidade de um indivíduo através das impressões digitais…

Em 20 de fevereiro, Papiloscopistas lotados no Instituto de Identificação foram acionados pelo Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) para efetuar o procedimento de identificação de um paciente, pois o hospital não tinha conhecimento da proveniência dele. Para tanto foi realizado um exame papiloscópico, que consiste em determinar a real identidade de um indivíduo através das impressões digitais e de um material padrão.

O paciente, que vivia em situação de rua, encontrava-se internado na Área Verde Trauma do Huse, extremamente agitado e parcialmente inconsciente devido aos traumas provocados na face e região do crânio. Ele não portava nenhum documento e o estado de transe não permitia que fossem passadas informações corretas sobre a identidade dele. Sendo assim, os papiloscopistas Gisely Roberta e Edivaldo Teixeira se dirigiram ao hospital para realizar o exame papiloscópico e determinar a identidade real do paciente.

Foram coletadas as impressões digitais e o material foi levado para o Instituto de Identificação para uma possível comparação com um material protótipo. Foi realizada ainda uma consulta no Sistema Nacional de Segurança Pública, que auxiliou com informações preliminares sobre o paciente, como a que ele teria nascido na cidade pernambucana de Bom Conselho/PE.

Os papiloscopistas do Instituto de Identificação de Sergipe acionaram o Instituto de Identificação de Pernambuco e, a partir de então, foi feito um trabalho de cooperação entre os papiloscopistas para obter a ficha civil do paciente não identificado.

Foi feita uma comparação de minúcias com as impressões digitais coletadas do paciente no hospital e as impressões contidas no prontuário civil enviado por Pernambuco, chegando à conclusão de que ele se chamava José Cícero Pinto Félix, filho de José Onofre Pinto Félix e Josefa Pereira da Silva, nascido em 09/10/1970, natural de Bom Conselho/PE, identificado em 09/12/1992 em Pernambuco. Além disso, residiu no Sítio Lagos em Jupi/PE à mesma época.

José Cícero Pinto Félix continua internado na Área Verde Trauma do Huse, em estado fragilizado de saúde, e sem a presença de nenhum parente. O objetivo dos papiloscopistas do Instituto de Identificação de Sergipe agora é localizar e identificar os familiares de José Cícero, que possivelmente não têm conhecimento sobre o internamento dele na unidade de saúde. Por isso, os papiloscopistas solicitam à sociedade que quem reconhecer o senhor José Cícero Pinto Félix nas fotos divulgadas, se dirija ao Hospital de Urgência de Sergipe, ou ligue para o Instituto de Identificação (79)31987264 ou para o Serviço Social do Huse (79) 32162630.

Fonte: Xodó News

Leave a Reply