“Investiguem homicídio”, diz Sanguinetti sobre morte de Morato

O médico legista George Sanguinetti utilizou as redes sociais para criticar os procedimentos periciais da morte de Paulo César Morato, foragido da Operação Turbulência, que foi encontrado morto em um hotel, em Olinda, no dia 22 de junho. Na postagem, o médico defende a tese de homicídio, enfatizando a ausência de secreções hemorrágicas na região facial, e critica o modo como foram removidos, para análises posteriores, os dois copos e a garrafa de água presentes no local onde o corpo foi localizado.

Leave a Reply