Instituto de Identificação deve passar por modernização

Segundo o Governo do Estado, um plano estratégico para os próximos quatro anos será apresentado em breve.

O serviço no Instituto de Identificação do Paraná deve ser modernizado. Segundo o Governo do Estado, um plano estratégico para os próximos quatro anos será apresentado em breve.

No ano passado, o Estado emitiu mais de 755 mil RGs, número 12% maior que em 2017 e 40% maior que em 2016. Entre outros motivos, a emissão recorde aconteceu por diversos setores estarem exigindo a apresentação de documento atualizado. Também foi firmada uma parceria com Polícia Militar, Detran e a prefeitura de Curitiba, que instalou postos de atendimento nas Ruas da Cidadania.

Outra iniciativa pioneira no País e que colaborou para o crescimento do número de emissões de RGs no Paraná é o projeto da Segunda Via Rápida. Com essa iniciativa, o cidadão não precisa ir até um posto de identificação para solicitar a segunda via do documento e pode fazer o pedido pela internet, com informações já existentes nos bancos de dados da Polícia Civil e do Detran.

Mais de 80 mil RGs foram expedidos neste novo serviço, que atua desde agosto do ano passado. Para utilizar o serviço, o cidadão deve ter a “Identidade Digital”, disponível para quem fez recentemente uma coleta biométrica por meio da emissão de documentos como a Carteira Nacional de Habilitação.

Fonte: BandNewsFmCuritiba

Leave a Reply